Conheça mais sobre a espécie

Mandaçaia MQQ

Nome científico: Melipona Quadrifasciata Quadrifasciata

Nomes populares: Mandaçaia, Mandaçaia MQQ

Ocorrência: Sua área de ocorrência são os estados de Pernambuco, Bahia, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul. Na região sul ocorre a forma Melipona Quadrifasciata Quadrifasciata.

Morfologia: A Mandaçaia quadrifasciata quadrifasciata, possui quatro listras amarelas sobre o dorso negro e é mais comum nas regiões ao sul da área de ocorrência da espécie. A Mandaçaia Melipona Quadrifaciata Quadrifaciata habita regiões mais altas e mais frias, o comportamento externo dessa subespécie em relação a temperaturas baixas como -5 C, e umidade relativa alta 75 a 90% no verão no horário das 7 a 11 horas da manhã é bem intenso o trabalho de coleta. Devido ao seu tamanho avantajado, possui bom controle de temperatura corporal, o que lhe permite viver em lugares mais frios.

Ninho: A Mandaçaia constrói seus ninhos em ocos de troncos de árvores, em uma altitude mediana. A entrada do ninho é construída com geoprópolis, que é uma mistura de barro com resinas extraídas das plantas. Geralmente, na parte externa do orifício de entrada, as mandaçaias constroem sulcos radiais convergentes. Neste orifício, passa somente uma abelha por vez. A partir do orifício de entrada, encontramos um canal de mais ou menos 20 cm de comprimento, chamado túnel de ingresso, que desembocará próximo aos favos de cria, os quais são envolvidos por lamelas de cerume irregulares, chamados de invólucros, estes são constituídos de uma mistura de cera e própolis, cuja finalidade é conservar a temperatura interna do ninho. O ninho, geralmente, tem a forma de discos sobrepostos, no sentido horizontal. Estes discos são formados por células, com aproximadamente 1 cm de altura por 0,5 cm de diâmetro, confeccionados com cerume, onde são desenvolvidas as crias. Constroem, também, com o mesmo cerume, potes ovais, medindo cerca de 3 a 5 cm de altura, por 2,5 cm de diâmetro, ligados entre si. Estes potes são usados para armazenar alimentos, mel e pólen, e se encontram geralmente abaixo ou acima da região dos favos de cria, e próximos a eles. O ninho desta abelha possui uma população bem menor em relação à Apis mellifera, não chegando a ultrapassar 2.000 abelhas. Normalmente, encontramos famílias somente com centenas de indivíduos. A Mandaçaia é uma abelha muito mansa, mas costuma repelir os intrusos com um movimento bastante intenso ao redor do possível inimigo, chegando a mordiscá-lo com suas fortes mandíbulas.

Mel: O mel produzido pela Mandaçaia é procurado pelo seu agradável sabor não enjoativo. é bastante liquefeito, devido ao alto teor de umidade, fato este que requer o seu armazenamento sob refrigeração para evitar a fermentação. Na natureza, a Mandaçaia pode produzir de 1,5 a 2,0 litros de mel, em épocas de boa florada. Quando criada racionalmente, a produção da Mandaçaia pode aumentar.

Comportamento: Faz uma entrada de geoprópolis na entrada da sua colméia.

Vídeo: Abelha Mandaçaia MQQ

Fontes: Embrapa, CPT, USP, WebBee e Wikipédia

Dorso da abelha Mandaçaia MQQ
Entrada da abelha Mandaçaia MQQ
Ninho da abelha Mandaçaia MQQ

Outras espécies

Veja mais informações sobre outras espécies

Outras espécies

www.000webhost.com