Conheça mais sobre a espécie

Iraí

Nome científico: Nannotrigona testaceicornes

Nomes populares: Camuengo, Iraí, Jataí Preta, Mambuquinha ou Jataí mosquito

Ocorrência: Esta abelha é encontrada, principalmente, em zonas tropicais, mais especialmente, do norte do Paraná, no Brasil, até os Estados Unidos, na América do Norte.

Morfologia: A abelha Iraí (Nannotrigona testaceicornes) mede em torno de 4 mm de comprimento, é preta, possuindo pilosidade grisalha e asas esfumaçadas no terço apical (ponta das asas). Tem população considerada mediana, com colônias contendo entre 2.000 e 3.000 elementos.

Ninho: Seu ninho possui um invólucro construído de resina dura e, às vezes, perfurada para a entrada de ar e, também, usado para delimitar a área ocupada pelo ninho. Possui, também, um invólucro composto de várias camadas de cerume fino e claro circundando os favos para manter uma temperatura constante e ao mesmo tempo protegê-las. Os favos têm a forma espiral e são construídos em grande quantidade. As células de cria são construídas em baterias, isto é, muitas células são preparadas simultaneamente pelas operárias e a rainha põe os ovos em sequência. Os potes de alimento são pequenos, com cerca de 1,2 cm de diâmetro e possui forma ovoide.

Mel: Esta abelha produz grande quantidade de própolis puro e viscoso que, geralmente, usa para defesa de seu ninho. Produz um mel de boa qualidade, porém em pequena quantidade.

Comportamento: Abelha de comportamento interessante, a Iraí tem o trabalho de fechar a entrada da sua colônia, ao cair da noite, e abri-lo ao amanhecer. Esta entrada é construída com cerume e consiste em um tubo curto de cor parda e, às vezes, escuro, no qual encontramos sempre várias abelhas guardiãs ao redor do tubo.

Fontes: Embrapa, CPT, USP, WebBee e Wikipédia

Outras espécies

Veja mais informações sobre outras espécies

Outras espécies

www.000webhost.com